“Não tenho preconceito, mas não me faça aceitar”

 “Não tenho preconceito, mas não me faça aceitar”.

Este movimento forte em querer fazer com que tenhamos que aceitar que as escolas devem ensinar o opção sexual que nossos filhos precisam optar, na minha opinião é forçar demais a nossa aceitação, contra os princípios da família que eu, por exemplo, fui educado.

Não tenho preconceito e nada contra a opção de gênero de cada um.
Mas, não sou obrigado a aceitar que queiram educar a minha filha, da maneira que não seja a minha firma de educação e opção inclusive de gênero.

Exijo RESPEITO pelas minhas crenças, percepções, opiniões e escolhas.

“Posso ter amanhã opinião contrária do que disse antes”. Mas a opinião é minha e não sua. Opinião é uma coisa, falta de respeito é outra coisa bem diferente.

Assista esse vídeo que falo sobre “Respeito é bom e eu gosto”; https://youtu.be/ZG5Skt3lzUo

Quer pensar e expor sua opinião, faça isso, mas faça com respeito e lembre-se que você não é o dono da verdade absoluta e que amanhã você pode pensar de maneira contrária de hoje, até por conta da sua ignorância sobre o assunto e os fatos daquilo que você está opinando.

Portanto, exijo RESPEITO, sobre o que eu sou, o que faço e o que penso. Apenas isso!

#ExijoRespeito
#MaisTolerancia
#AmoraoProximo


Abraços,

Robson Campos.’.
Consultor & Palestrantes Gestão 360
Facebook.com/robsoncampos360
Me segue, curta, comente e compartilhe minhas experiências e reflexões empreendedoras.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s