Gestão de custos: Margem de Contribuição e Ponto de Equilíbrio

 

05_break_even

Você empresário consegue analisar um balancete mensal e avaliar  as principais  informações estratégicas e conhecer em detalhes a saúde financeira de sua empresa?

Estamos apresentando abaixo um modelo de gestão para que, possa acompanhar e analisar  alguns indicadores fundamentais para a gestão do seu negócio: a margem de contribuição e o ponto de equilíbrio.

A margem de contribuição: representa o quanto o lucro da venda dos produtos contribuirá para a empresa cobrir todos os seus custos e despesas fixas, verificando a viabilidade da operação. Trata-se de um dos indicadores econômico-financeiros mais importantes que sua empresa pode ter.

O ponto de equilíbrio indica  o quanto é necessário vender para que as receitas se igualem às despesas e custos.

Para a formação desses dois  indicadores, precisamos de dois conceitos importantes:

Custos fixos:  são aqueles que não sofrem alteração de valor em caso de aumento ou diminuição da produção ou das atividades comerciais.

Custos variáveis: são aqueles que variam proporcionalmente de acordo com o nível de produção ou atividades comerciais. Seus valores dependem diretamente do volume produzido ou volume das vendas.

Para a análise, deverá ser montada  uma planilha gerencial mensal, separando  as receitas, os custos fixos e os  custos variáveis, de forma que possam ser facilmente visualizados e analisados. O próximo passo é o cálculo do resultado, da margem de contribuição  e do ponto de equilíbrio.

De posse dessas informações, deve ser feita uma análise detalhada da planilha de custos, com critérios diferentes para os custos fixos e variáveis.

Para os custos variáveis devem ser definidos parâmetros em função do faturamento para cada tipo de despesas importante, verificando mês a mês se se mantém constante e tentando  otimizá-los.

Os custos fixos devem ser constantemente monitorados e minimizados.

A margem de contribuição deve ser regularmente analisada.

O ponto de equilíbrio deve ser sempre alcançado.

Ao fim do exercício, elabora-se a planilha com a consolidação anual.

 

Em caso de interesse, a CORPORATE GESTÃO 360 oferece o serviço de elaboração e análise da margem de contribuição e do cálculo do ponto de equilíbrio.

 

No próximo post, falaremos do BDI, para que serve e como calculá-lo.

 

Marcos Brandão Bambirra

Consultor Corporate Gestão 360

Engenheiro Civil

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s